Planejamento e Orçamento

A sua organização adota uma visão estratégica de longo prazo? Sabe como irá efetuar seus gastos ou mesmo se terá liquidez suficiente para executar seus projetos? No mercado, é comum que o planejamento financeiro não apresente os resultados esperados ou ainda que não haja realização de projeções de receitas e despesas, o que acaba gerando uma má distribuição de recursos e uso do dinheiro disponível. É necessário planejar os gastos de uma organização, a maneira como eles serão efetuados e quais os projetos mais estratégicos a serem realizados a fim de evitar gastos supérfluos ou mesmo um déficit orçamentário.  A João Pinheiro Jr. pode ajudar organizações e prefeituras a organizarem melhor os gastos das seguintes maneiras:

ARRECADAÇÃO DE RECURSOS

A Arrecadação de recursos consiste em analisar toda a legislação para verificar quais impostos são de competência do cliente, pensando em tributos que ele pode recolher e convênios que ele pode aderir, assim como novos projetos para pedir recursos no fundo de participação de municípios, ou pensando em possibilidades de poupança.

PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO

O Planejamento tributário é uma das principais formas de arrecadação de recursos próprios do município. É importante que ele seja realizado no médio e no longo prazo, oferecendo alternativas e ferramentas para aumentar as formas de arrecadação sem que isso gere muitos ônus para a população de uma forma geral. Os municípios devem explorar as alternativas de tributação que possuem sobre seus cidadãos e empresas, a fim de conseguir uma maior margem de recursos sobre os quais possuem mais autonomia para gastar. Nesse sentido, a João Pinheiro Jr. pode auxiliar a Administração Municipal a elaborar esse planejamento. 

PLANOS DE DESENVOLVIMENTO

Oferecemos auxílio na construção do Plano de Desenvolvimento de determinadas áreas de interesse do município (como economia, educação, saúde e segurança). A partir da seleção desta área, realizamos o diagnóstico municipal neste âmbito e propomos ações e objetivos, por meio de um método participativo, para alcançar o seu desenvolvimento sustentável, alinhado às expectativas da administração municipal e da população.

INSTRUMENTOS E ORÇAMENTÁRIOS

O Sistema Orçamentário Brasileiro é composto por três instrumentos de ação do Estado, sendo eles: o plano plurianual (PPA); as diretrizes orçamentárias (LDO); e os orçamentos anuais (LOA). O processo de elaboração do orçamento público no Brasil obedece a um “ciclo” integrado ao planejamento de ações, que compreende esses três instrumentos, de forma que a ação da administração pública seja voltado para diretrizes estratégicas e para a resolução de problemas.

A João Pinheiro Jr. afirma o compromisso de realizar um diagnóstico detalhado do município, identificando forças e fraquezas locais, para, em seguida, identificar oportunidades e ameaças, após uma visita imersiva na região. Assim objetiva-se compreender sistematicamente as dores e demandas do município a fim de estabelecer diretrizes, coerentes e eficientes, que orientarão os objetivos, programa e orçamentos a serem elaborados pela administração municipal.